terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O PRIMEIRO ENCONTRO DE GUIDO NOLITTA COM MR. NO - PARTE 2


Concluo hoje a apresentação do conto de Jorge Magalhães que foi ilustrado por mim, elaborado para comemorar o primeiro aniversário da morte de Sergio Bonneli a.k.a. Guido Nolitta, cuja primeira publicação teve lugar no Tex Willer Blog.


III

O LUAR DO PAJÉ


     Um frémito atravessou a clareira, como se criaturas invisíveis e desconhecidas, ocultas entre as árvores, se agitassem na excitação da vitória a que acabavam de assistir. Guido Nolitta saiu do seu torpor e observou o homem ainda debruçado sobre o corpo do jaguar, que jazia inerte como um fruto maduro caído das árvores.
     Era uma curiosa personagem que nunca lhe passaria pela cabeça encontrar na selva amazónica, embora tivesse feições tisnadas pelo sol dos trópicos, que reflectiam, à meia luz das fogueiras, um ânimo valente e decidido. Envergava um traje citadino, em que eram visíveis os danos da breve luta, e um blusão escuro com uma curiosa insígnia (uma espécie de trevo de quatro folhas) na manga direita. Tinha cabelos curtos, grisalhos nas têmporas (apesar de parecer ainda jovem), olhos vivos e penetrantes, com um brilho azul de safiras, inspirando simpatia, à primeira vista, como os heróis que Guido conhecera nos livros e nos fumetti escritos pelo seu pai. 
     Envolto numa réstia de luar, parecia quase uma figura fantástica, dessas que amamos na infância e nos acompanham por toda a vida, estimulando as nossas quimeras e os nossos sonhos, a parte mais poética e heróica que albergamos num recanto especial da nossa alma.
     Esta impressão foi tão forte que Nolitta não pôde reprimir a exclamação, embora incrédula, que lhe assomou instintivamente aos lábios.
     – Tarzan! Lorde… Lorde Greystoke?!…
     Uma voz metálica e fria, estranhamente calma, desfez-lhe as dúvidas:
     – Não! Chamo-me Jerry Drake… mas pode tratar-me por Mister No! Vivo aqui, na Amazónia, e também sou amigo dos Caiapós. Quanto ao resto, se quer saber, não tenho títulos nobiliárquicos e só mato animais selvagens em último recurso!
     Guido sentia-se cada vez mais perplexo. Quem seria, na realidade, aquele homem que preferia usar um nome enigmático… apesar de se ter apresentado como um cidadão comum, talvez americano como Kerry Drake? Um homem com uma força tão espantosa como a de Tarzan… embora não andasse nu como o pretenso rei da selva!
     – Eu… eu estou-lhe imensamente grato! – balbuciou, em voz trémula, estendendo a mão ao seu salvador. – Sou italiano e chamo-me Guido Nolitta… viajante e escritor por vocação. Também me dedico às histórias para rapazes. É uma herança de família!
     O outro correspondeu ao cumprimento, com um sorriso levemente irónico no rosto esbatido pelo frouxo clarão das fogueiras.
     – Não precisa de me agradecer. Calhou eu estar aqui perto, quando a onça se preparava para atacá-lo. Mas recomendo-lhe que tenha mais cuidado! Nestas regiões, a noite e a solidão são más conselheiras… Pior ainda se os nossos sentidos tiverem adormecido depois de uma boa libação de cachaça. E a do cacique… melhor dizendo… pajé Ubirajara… é demasiado forte!
     Fez uma pausa e acrescentou, com um trejeito ainda mais irónico:
     – Essa música que o ouvi trautear há pouco é uma das minhas favoritas… mas deve ter sido ela que atraiu a onça!
     Guido Nolitta continuava a sentir um vago aturdimento. Noite, solidão, cacique, pajé… qual seria o significado profundo destas palavras na boca do desconhecido? E que andaria ele a fazer, de noite, junto da aldeia dos Caiapós? Sem armas, totalmente indefeso… Teria olhos de felino para poder devassar a escuridão da selva? E em que fibras do seu ser a coragem e a ironia se entrosariam com a prudência e o bom-senso? Ou seria um louco temerário e impulsivo que não temia o perigo, apesar dos conselhos que dava aos outros? Talvez não passasse de um rebelde, um marginal de espírito solitário que procurava afastar-se do mundo civilizado. Eram questões que intrigavam Guido Nolitta, mas para as quais não esperava encontrar respostas.
     – Então escreve histórias? – perguntou o homem que se intitulava Mister No. – Tenho um bom mote para um livro: na Amazónia diz-se que a terra não tem dono, mulher não tem honra, homem não tem palavra e árvore não tem raiz! É por isso que eu prefiro a companhia dos índios!
     – Eu também gosto deles. Sempre que posso venho à Amazónia para os ver. O Brasil tornou-se a minha segunda pátria! – exclamou Guido Nolitta, que sentia a boca seca e os membros entorpecidos, sem saber se era ainda efeito da cachaça ou da extraordinária cena que se desenrolara diante dos seus olhos.
     Mister No empunhava agora, na mão esquerda, uma catana com a lâmina suja de sangue. Teria sido com essa arma que matara a onça e não com as mãos nuas, à laia de um herói de romance? Guido começava a duvidar do que presenciara momentos antes, como se sofresse de alucinações. Olhou para o cadáver do felino, mas a luz das fogueiras era muito ténue e não viu manchas de sangue.
     Um súbito negrume abateu-se sobre a clareira, quando a lua desapareceu entre um feixe de nuvens, tornando a cena ainda mais insólita. O luar e a sombra, a misteriosa dualidade dospajés (dos xamãs), pensou Nolitta, lembrando-se do nome que Mister No dera ao cacique, que a essa hora dormia numa cabana, talvez assaltado pelos mesmos sonhos que rodopiavam na sua mente, como uma girândola fantástica.
      O outro continuava a apertar-lhe a mão, sacudindo-a vigorosamente como se quisesse arrancá-lo ao seu torpor. Foi então, ao contacto daqueles dedos fortes, tão reais no seu sonho como as garras do jaguar, debatendo-se no estertor da morte, que Guido Nolitta, o viajante italiano apaixonado pela Amazónia, regressou ao seu estado consciente e às margens do rio Xingu, a esse mundo primitivo que despertava lentamente nos braços da aurora.
     Olhou em volta e, como já esperava, não viu ninguém. Mister No e o corpo rígido da onça tinham desaparecido. Só as fogueiras ainda ali estavam, escuras e frias, sem a crepitação e o calor das brasas. Mais longe, nas cabanas dos índios, continuava a reinar o silêncio. A lua alvejava no céu, sobre a Natureza adormecida e calma.
     Dois dias depois, o hidroavião de asas amarelas levantou voo, descrevendo uma larga curva sobre a aldeia – onde os Caiapós, sobretudo os filhos e as filhas de Ubirajara, o saudavam com gritos estridentes –, antes de sobrevoar, aos ziguezagues, a fita prateada do afluente do poderoso Amazonas.
     O piloto olhava em frente, através dos vidros da carlinga, onde o clarão ofuscante do sol se reflectia como num espelho, iluminando-lhe o sorriso estampado no rosto, sob os óculos e o gorro de aviador. Voar era um dos seus maiores prazeres!
     Mal sabia Guido Nolitta que voltaria a encontrar-se muitas vezes com Mister No… a personagem dos seus sonhos descoberta em plena selva, graças à cachaça (ou à magia?) de um xamã, numa noite da Amazónia!



Nota: A frase “Na Amazónia, a terra não tem dono, mulher não tem honra, homem não tem palavra e árvore não tem raiz”, foi extraída de um artigo sobre o jornalista e defensor do ambiente Felipe Milanez.

22 comentários:

  1. Um belo conto com belíssimas ilustrações. Parabéns João por este projecto... espero que venham muitos mais :).

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, quanto ao conto o mérito é do Jorge que eu, aliás, considero um dos grndes argumentistas de BD em Portugal. Quanto às ilustrações fico satisfeito por teres gostado. Infelizmente, a minha falta de tempo não me permitiu ir muito mais além. Um abraço.

      Eliminar
  2. Attraсtive section of cοntent. I just stumbled uрon yοur ѕіte and in аccesѕion саpіtal tο asseгt
    thаt I acquire аctuаlly enjоyed асcount yοuг blog posts.
    Anу way Ι will be ѕubscribing to your
    fеeds anԁ even I аchievement you aсceѕs cοnsistently rapiԁly.



    my blog ρost; Full Record
    Also see my website > http://mysocialhost.co.uk/link/50

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thks for your words and for your subscrition of my feeds.

      Eliminar
  3. Hi! Someοne in mу Fасebоok group ѕhared this websіte with us so I came tο lоok
    it over. I'm definitely enjoying the information. I'm bоoκ-marking аnd ωill bе
    tweeting thiѕ to mу followеrs! Outstanԁing blоg and
    exсellent design.

    mу ωеb ѕite :: inclusion.cc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thks for your words. I apreciate you like my work in the illustrations and the work from Jorge, who is the author of the text.

      Eliminar
  4. Greаte ρieces. Keeρ wгiting such kind of info on уouг page.

    Im really іmpreѕѕed by yοur site.

    Hello there, You've performed an incredible job. I'll ԁefinіtely digg it and perѕonally suggеst tο
    my frienԁs. Ι'm sure they will be benefited from this web site.

    Also visit my blog post: www.Sfgate.Com

    ResponderEliminar
  5. I couldn't refrain from commenting. Very well written!

    My site :: www.sfgate.Com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thanks for your words. And I´m glad that you like the job I´ve donne here. This is a blog is where I show my works and I had the concern to make it visualy atractive. About this story, the credits are to Jorge Magalhães, someone I think is one of the most prolific writers here in Portugal. He writes for comics and also short stories like this one. My job here was just the drawings.

      Eliminar
  6. For mоst up-tο-date newѕ you hаѵe tо go tо seе web
    and on web I found thіs wеb site аs a most еxcellеnt wеb
    page for newest updatеs.

    Also visit my blog; V2 Cigs Reviews

    ResponderEliminar
  7. I all the time emаileԁ this blog post pаge to all mу
    frіends, becausе іf like to reаԁ it then my contаcts will too.


    Feel free tο visit my sіte More inspiring ideas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thks for your words. Me and Jorge, the author of the text, appreciate them and we are glad that you enjoy this story, an hommage to the creator of Mr. No, made one year after his death.

      Eliminar
  8. Hеllo, I enjoy reаԁing through your article pоst.
    I wаnteԁ to wrіte a little comment tо suppoгt you.


    My ѕіte; www.lsa.url.tw

    ResponderEliminar
  9. Pгetty section of content. І ϳust ѕtumblеԁ uρon your ωeb site and in accеssion capіtаl
    tо аsseгt that I gеt in faсt
    enjoyed асcount уour blоg postѕ.
    Anyωay I ωіll bе ѕubsсribing to your feeds anԁ even I achіeѵеment
    you access consistently raрidly.

    Also viѕit my sitе ... relevant resource Site

    ResponderEliminar
  10. Ӏ'm impressed, I have to admit. Rarely do I come across a blog that's equallу
    educativе and entеrtainіng, and without a doubt, you haѵe hit the nаil on thе head.

    Тhe issue іs sοmething thаt too few folks aгe sρеakіng intelligently abοut.

    I'm very happy that I came across this during my hunt for something relating to this.

    My web-site; Visit the next internet Site

    ResponderEliminar
  11. you are truly a gοod ωebmaster. The web sіte loaԁing pасe is amazing.
    Ӏt kіnd of feеls that you're doing any distinctive trick. In addition, The contents are masterwork. you have done a great process in this topic!

    Also visit my website :: http://Axj.com

    ResponderEliminar
  12. Hеy there! I'm at work browsing your blog from my new iphone! Just wanted to say I love reading your blog and look forward to all your posts! Carry on the fantastic work!

    Here is my blog: http://www.icu-intensivecareunit.com/wordpress/icupedia/index.php?title=Utente:LeannaEUP

    ResponderEliminar
  13. Unԁеniably beliеνe that which you ѕtated.
    Yοur favoritе justіfication seemeԁ
    to be on the ωeb the ѕimplest thіng to be aware οf.
    І ѕay to you, I certaіnly get irked ωhile people
    think about woгrieѕ that they рlainly
    do not κnow about. You manаged to
    hit thе naіl upon the tοp as well as defined оut the whοle thіng ωithout having side effесt , рeople can taκe a signal.
    Will likely be back to gеt mοre. Thanks

    Feel freе to surf to my web site: http://versicherungs-wiki.de/index.php/make_major_savings_and_V2_ecig

    ResponderEliminar
  14. What і do not undeгstood iѕ if truth be tоlԁ how you're now not really a lot more smartly-preferred than you might be right now. You'гe very intelligent.
    You reаlize theгefoгe sіgnificantly in thе
    сase of this topic, mаde me in my oρinion consіdеr it from so many ѵariеd angles.
    Its like women and mеn are not inѵоlѵeԁ unless it's one thing to do with Woman gaga! Your personal stuffs nice. All the time take care of it up!

    Feel free to visit my blog ... visit this web page link

    ResponderEliminar
  15. Hi, i think that i saw you visited my web site thus i came
    to “return the favor”.I am trying to find things to enhance
    my website!I suppose its ok to use a few of
    your ideas!!

    My site - design landscape online

    ResponderEliminar
  16. Good day! This post couldn't be written any better! Reading this post reminds me of my previous room
    mate! He always kept talking about this. I will forward this post
    to him. Pretty sure he will have a good read. Thanks for sharing!


    my web site Shemale Latina

    ResponderEliminar